top of page
  • Foto do escritorViggo Andersen

Medida de redução de GEE de curto prazo da IMO

A Organização Marítima Internacional (IMO) é uma agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU) com responsabilidade pela segurança (individual e patrimonial) na atividade de navegação e na prevenção de poluição marítima e atmosférica produzida pelos navios. A IMO impõe os padrões mínimos para a operação dos navios, criando um arcabouço regulatório para a atividade marítima, que é justa e eficiente para ser universalmente adotada. Em outras palavras, a organização define as regras internacionais do jogo, de forma que todos os operadores de navios atuem dentro de normas mínimas de segurança e de desempenho sustentável.


O conceito “Just In Time” (JIT) está intimamente ligado com a maximização da eficiência na cadeia logística, de forma a reduzir os custos com tempos e eventos que geram custos adicionais ao processo produtivo. Neste caso, minimizar o tempo de trânsito de um navio durante o seu percurso, tempo no porto e no terminal. O fator ambiental, por meio das emissões de CO2 na atmosfera, agora também será um critério de medição por parte dos armadores, proprietários de navios.


No contexto da navegação, JIT é uma importante ferramenta que pode contribuir para que um navio possa alcançar o seu indicador de intensidade de carbono (CII) de acordo com a medida de redução dos gases de efeito estufa (GEE) que será implementado durante este ano de 2022 pela IMO. O mais recente estudo, desenvolvido pela MarineTraffic e Energy and Environmental Research Associates (EERA), explora a implementação global do JIT no setor de contêineres.


Os resultados do estudo indicam que, à medida que se otimiza a velocidade durante a duração de toda a viagem, podemos alcançar as maiores oportunidades de economia, tanto em relação ao combustível utilizado, quanto à emissão de GEE. Economias também podem ser obtidas otimizando a velocidade do navio 24 horas e 12 horas antes da chegada ao porto.


Enquanto ainda se busca combustíveis alternativos e sustentáveis para a navegação marítima com menor ou livre de emissão de CO2, esforços como o “Just In Time” são bem-vistos e podem ser alcançados através de um esforço conjunto entre navios, portos e terminais marítimos.

15 visualizações0 comentário
bottom of page